Qualidade de Vida | O que é, e como alcançar

Você provavelmente já ouviu alguém dizer que procura qualidade de vida ou até mesmo você já utilizou o termo algumas vezes.

Seja na vida pessoal, no trabalho ou em relacionamentos, é comum que procuremos uma vida sem complicações, com saúde e positividade.

Em suma, qualidade de vida.

Alguns anos atrás, esse termo era apenas utilizado por profissionais de saúde e economia.

Mas, atualmente, a qualidade de vida tem sido um objetivo do ser humano.

Com o aumento dos casos de estresse e ansiedade, assim como o crescimento do sedentarismo, as pessoas estão cada vez mais motivadas buscar uma vida melhor, se informando sobre como reverter essa situação, para assim ganhar maior qualidade de vida.

Mas você sabe o que é isso? Você têm qualidade de vida em sua rotina e em seu trabalho? O que fazer para alcançá-la?

Confira esse artigo para esclarecer essas e outras dúvidas.

Clique aqui para acessar palestrar sobre sucesso e qualidade.

qualidade de vida

O que é qualidade de vida?

O conceito de qualidade é usado para expressar o nível de condições básicas que um ser humano requer para viver bem.

Esse contexto envolve, não só o bem-estar físico, mas também o mental, os relacionamentos, a educação, segurança e muitos outros parâmetros que podem afetar a vida de uma pessoa.

O termo qualidade de vida foi criado pelo economista J.K. Galbraith, em 1958.

Ele propôs uma visão diferente da realidade, focando no aspecto qualitativo ao invés do quantitativo, modelo que era amplamente utilizado para analisar os objetivos e prioridades econômicas na época.

De acordo com o conceito de Galbraith, os objetivos para as condições de vida de um ser humano, considerando o âmbito político, social e econômico, não deveriam ser baseadas em um próspero crescimento econômico quantitativo e de aumento de renda.

Mas sim em uma melhoria real de aspectos qualitativos da vida das pessoas.

No entanto, essa melhora qualitativa dependeria de uma mudança nas estruturas sociais, no sentido de promover a supressão das desigualdades.

Não só isso, como também investir em áreas importantes para o bem-estar humano, como saúde, educação, meio ambiente, segurança e outras.

Além disso, esse termo também está ligado a um método científico que é usado para medir as condições de vida de parte da sociedade, que normalmente analisa cidades.

Um dos exemplos disso é o questionário da Organização Mundial da Saúde (OMS), que foi criado para mensurar o nível da qualidade de vida dos diferentes grupos sociais, de diferentes países e culturas.

Um dos meios de medir a qualidade de vida nos países é o IDH – Índice de Desenvolvimento Humano.

Ele compara a riqueza, o nível de educação e alfabetização de um país, a expectativa de vida e muitos outros fatores. Por ser bastante complexo e analisar diversas informações, o IDH é um dos medidores mais utilizados e respeitados do mundo.

Mas é importante ressaltar que qualidade de vida é diferente de padrão de vida. Muitas pessoas utilizam esses termos como sinônimos, entretanto, eles não são.

O padrão de vida é um índice que mede a qualidade e a quantidade dos bens e serviços que uma pessoa tem. Ou seja, diferente da qualidade de vida, o número de bens que você possui é relevante nessa análise.

O que é qualidade de vida

Como ter mais qualidade de vida?

Para conseguir ter mais qualidade de vida, é preciso investir em hábitos saudáveis, cuidar bem do seu corpo, se preocupar com sua alimentação, manter relacionamentos familiares e românticos positivos, ter momentos de lazer e muito mais.

Em suma, é preciso focar no que faz você estar bem, tanto fisicamente, quanto mentalmente.

Tornando essas práticas hábitos diários, você conseguirá aumentar a sua qualidade de vida.

Como consequência disso, você começará a lidar melhor com as situações negativas da sua vida que fogem ao controle, sendo muito menos suscetível ao estresse e ansiedade.

Com isso, você terá as rédeas de sua vida, se tornando muito mais capaz de tomar boas decisões.

Mas saiba que essa não é uma tarefa fácil, muitos fatores podem atrapalhar uma boa qualidade de vida.

Por isso, é bastante importante estar atento a todos os aspectos do seu dia a dia, saúde, trabalho, relacionamentos e tantos outros. Só assim você conseguirá balancear sua vida da maneira correta.

Qualidade de vida e saúde

Qualidade de vida e saúde são termos muito comumente usados em conjunto. Alguns autores inclusive os colocam como sinônimos.

Mas eles não significam a mesma coisa, na verdade, a saúde é apenas uma parte da qualidade de vida.

No entanto, é impossível ter qualidade de vida sem possuir saúde, pois assim todos os outros aspectos perdem sentido. Por isso, esses dois termos são considerados indissociáveis.

Mas, quando se fala de saúde, não estamos apenas nos referindo à saúde física, mas também à saúde mental.

Além desses dois aspectos da saúde, também são analisados outros fatores que têm relação direta com uma vida saudável, como a relação com meio ambiente, o estresse, as relações interpessoais, entre outros. Somando todas essas variáveis, você encontrará sua qualidade de vida.

Para saber se uma pessoa tem uma boa qualidade de vida, a saúde é, muitas vezes, considerada em questão de como ela pode ser afetada de uma forma negativa.

Ou seja, pela ocorrência de doenças, problemas de saúde que afetem a saúde física, sofrimentos mentais ou até mesmo o envelhecimento natural do corpo.

Essas situações diminuem a qualidade de vida das pessoas pelo parâmetro da saúde.

Aqui você tem informações sobre controle emocional. 

Por isso, uma vida com hábitos saudáveis tem um papel essencial na qualidade de vida das pessoas.

Com uma rotina positiva, você conseguirá diminuir os riscos de contrair doenças e ainda envelhecerá de uma maneira mais saudável.

Dependendo da quantidade de seu hábitos saudáveis, você poderá ter uma boa vida por bastante tempo, desfrutando do máximo de qualidade de vida possível, claro, dentro das suas limitações.

Qualidade de vida e saúde

Qualidade de vida e saúde física

A saúde física está diretamente ligada ao nosso nível de qualidade de vida. Principalmente porque ela está ligada ao funcionamento correto do corpo.

Se ele não estiver funcionando de maneira adequada, você certamente não conseguirá ter uma vida boa, com qualidade.

Ou seja, é imprescindível cuidar bem da sua saúde física se você quer ter uma qualidade de vida elevada.

Um ponto que é importante ressaltar é que existe uma forte relação entre a realização de atividade física e o aumento da qualidade de vida.

Do mesmo modo, estão relacionadas a correta alimentação e a qualidade de vida. Ou seja ter uma alimentação saudável e equilibrada é fundamental para o bem-estar do indivíduo, assim fazer exercícios físicos regularmente.

Em suma, se conseguirmos melhorar nossas práticas saudáveis, ganhando assim uma melhor condição de saúde física, conseguiremos então melhorar a nossa qualidade de vida.

Porém, para isso precisamos de dedicação constante e cuidado contínuo com nosso corpo e alimentação.

Caso necessário, até mesmo a ajuda de um profissional da saúde.

Qualidade de vida e saúde mental

Além da saúde física, outro aspecto importante para alcançar uma boa qualidade de vida é uma saúde mental em dia.

Ela vem ganhando um papel cada vez maior nos cuidados de saúde nos últimos anos, aumentando a sua importância tanto na prática médica, quanto na vida das pessoas.

Com a vida agitada da modernidade, cada vez mais, é possível ver problemas de saúde mental presentes na vida das pessoas.

Casos de ansiedade, depressão, estresse crônico e tantos outros problemas psicológicos e emocionais são muito frequentes em todas as faixas etárias e contextos sociais, influenciando milhares de pessoas pelo mundo.

Muitos acreditam que saúde mental nada tem a ver com qualidade de vida, entretanto, uma pessoa com sofrimentos mentais não consegue ter uma vida funcional.

Ela terá grande dificuldade em manter relacionamentos amorosos e familiares, desempenhar as funções no trabalho e até cuidar do próprio corpo.

Além disso, uma pessoa com a saúde mental afetada está mais propensa à situações de risco, como o uso de drogas e de álcool, doenças infecciosas, alergias e muitas outras.

No entanto, é preciso salientar que cuidar da saúde mental é bem mais difícil que cuidar da saúde física.

Isso porque muitas vezes ignoramos os sinais de nosso corpo que nos mostram que estamos mal psicologicamente.

Além disso, ainda hoje cuidar da saúde mental pode ser um tabu, o que dificulta mais ainda pedir ajuda quando necessário.

Alguns hábitos podem ajudar você a manter a saúde mental em dia, como manter boas relações com as pessoas ao seu entorno, ter uma relacionamento romântico positivo, não guardar ressentimentos, não exigir demais de si mesmo, perdoar-se e perdoar o próximo, rir bastante, saber expressar tristeza quando necessário e conhecer a si mesmo.

Muitos têm dificuldade de trabalhar essas pequenas ações, é essencial que haja um acompanhamento profissional nesses casos.

Qualidade de vida no trabalho

O trabalho é onde passamos a maior parte do nosso tempo. Muitas vezes, estamos até mesmo mais tempo no nosso local de trabalho do que dentro de casa, com nossa família ou com amigos.

Por isso, nos últimos anos, a qualidade de vida no trabalho passou a ser algo essencial para nossa vida e motivo de grande preocupação para empresas e organizações.

Quando falamos em qualidade de vida no trabalho, estamos nos referindo aos pontos positivos e negativos que o ambiente de trabalho desempenha na vida do indivíduo.

Ou seja, qual o papel do trabalho na forma que esse ser humano está vivendo sua vida.

O objetivo é sempre atingir um patamar benéfico, por isso, é necessário desenvolver ambientes de trabalho que sejam, tanto favoráveis para o indivíduo, quanto para o crescimento econômico do negócio.

Qualidade de vida no trabalho

Entretanto, a qualidade de vida no trabalho é algo muito difícil de medir, principalmente porque ela, muitas vezes, se relaciona a fatores múltiplos da vida de uma pessoa.

Ou seja, ela não pode ser resumida apenas ao ambiente de trabalho, pois é afetada por diversos fatores externos a ele.

Os medidores base costumam ser a qualidade de vida nas empresas e a produtividade, no entanto, pode-se adicionar a esses outros medidores, como satisfação pessoal, o relacionamento familiar, lazer, espaço para aprendizado, entre outros.

É necessário ressaltar que a qualidade de vida no trabalho possui enorme importância no atual contexto econômico brasileiro, afetando de forma direta os locais de trabalho e as empresas, não só os trabalhadores.

Isso porque um bom ambiente organizacional é essencial para o crescimento das empresas, assim como a satisfação dos empregados, já que tudo isso trabalha para aumentar a produtividade.  

Fica evidente, então, que não é possível separar o lado humano do lado profissional, uma vez que o homem tem suas capacidades fortemente influenciadas pelo meio em que ele está inserido.

Ou seja, ele depende de um ambiente adequado para poder exercer seu trabalho de maneira plena e produtiva.

Nesse novo contexto, onde o empregador está ciente que o trabalhador precisa de uma certa condição de trabalho para poder desempenhar suas funções de forma plena, começa a ser implantado o termo qualidade de vida no trabalho.

É iniciado o debate e a implementação de mais medidas de bem-estar nos ambientes corporativos. Medidas essas que têm como objetivo melhorar a saúde física e mental dos colaboradores.

A partir disso, o conceito de qualidade de vida no trabalho começou a ser visto como uma ferramenta essencial para a gestão de pessoas.

Pois, por causa dessas prerrogativas para aumentar o bem-estar do trabalhador, foi possível alcançar metas e obter resultados. Assim, o ambiente de trabalho se tornou tanto mais agradável, quanto mais produtivo.

Além disso, é preciso ressaltar que não adianta prover um ambiente fisicamente adequado e não dar espaço para curtir a vida para além do trabalho. A qualidade de vida tem como fator importante de sua construção o lazer e as relações sociais, por isso, é imprescindível que as empresas atentem para a duração da jornada de trabalho e férias.

Com o crescimento da valorização da qualidade de vida no trabalho, as pessoas estão, cada vez mais, procurando empregos que não só provam um bom salário, mas que também tenham um ambiente de trabalho humanizado e agradável. Pois a qualidade de vida passou de um mero luxo, para uma necessidade do trabalhador.

Clique aqui e saiba mais!

Qualidade de Vida | O que é, e como alcançar
5 (100%) 1 vote